sexta-feira, 28 de maio de 2010

Preocupa-te cotidianamente com o bem dos semelhantes. Esquece-te nas tuas dores e nas tuas mágoas. Rasga a tua lista de queixas e enumera os benefícios que tens recebido. Quem se lamenta em excesso, seja qual for a natureza da angustia que exteriorize em palavras, não tem razão. Não desperdices energias em assuntos que precisam ser esquecidos. A prova que não se supera é dor repercutindo indefinidamente na alma. Não te deixes alcançar pela ingratidão daqueles aos quais estendeste as mãos. Quantos te ignoram as necessidades não sabem o que os aguarda nas lutas que não poupam ninguém. Compadece-te dos maledicentes e dos injustos. Eles não sabem que tudo o que disseram ou fizeram contra ti é sentença que lavraram contra si mesmos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Venha fazer parte desse blog!Todos são bem vindos!