segunda-feira, 18 de outubro de 2010

COMPREENSÃO FRATERNA

Não é o companheiro dócil que exige a sua compreensão fraternal mais imediata e,sim aquele que ainda luta por domar a ferocidade da ira,dentro do próprio peito.
Não é o irmão cheio de entendimento evangélico que reclama suas atenções inadiáveis,mas sim aquele que ainda não conseguiu eliminar a víbora da malícia do campo do coração.
Não é o amigo que marcha em paz,na senda do bem,quem solicita seu cuidado insistente, mas sim aquele que se perdeu no cipoal da discórdia e da incompreensão,sem forças para tornar ao caminho reto.
Não é a criatura que respire no trabalho normal que requisita socorro urgente,mas sim aquela que não teve suficiente recurso para vencer as circunstâncias constrangedoras da experiência humana e se precipitou na zona escura do desequilíbrio.
É muito provável que,por enquanto,seja plenamente dispensável a sua cooperação no paraíso,mas indiscutível,porém,é a realidade de que,no momento, o seu lugar de servir e aprender,ajudar e amar é na Terra mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Venha fazer parte desse blog!Todos são bem vindos!